• Assessoria de Comunicação

Sindicomunitário-SP participa de ato em defesa da Justiça do Trabalho



O presidente Jailson (dir.) e o diretor Lauriano Gomes (esq.) com um dos manifestantes durante o Ato.

O presidente Jailson e o diretor técnico Lauriano Gomes, participaram na manhã de hoje, 21/01 (segunda-feira), do Ato em Defesa da Justiça Trabalhista, na zona oeste da capital, em frente ao Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, na Barra Funda.

A manifestação, em São Paulo, foi organizada e conduzida por diversas entidades ligadas à Justiça do Trabalho, como Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 2ª Região (Amatra-2), Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Estado de São Paulo (Sintrajud), Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo (AATSP), Federação Nacional dos Advogados (Fenadv), Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (Mati) e Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra).


Representantes de diversas entidades ligadas à Justiça do Trabalho revezaram-se em cima do carro de som estacionado na frente do Fórum Ruy Barbosa, na Barra Funda.

Segundo informações da imprensa, que cobriu o ato, manifestações semelhantes aconteceram em pelo menos outros nove estados. Essa movimentação é parte de outras manifestações do recém-criado Movimento em Defesa da Justiça do Trabalho (MDJT) que, segundo os organizadores, foi articulado para rebater insinuações do presidente Jair Bolsonaro de que o Brasil é um dos únicos países do mundo com uma justiça especializada na resolução de conflitos trabalhistas.

O presidente Jailson ressalta a importância da luta em defesa da permanência da Justiça do trabalho, pois “defender a Justiça do Trabalho é defender a cidadania e os trabalhadores brasileiros”. E foi adiante: “Não podemos permitir o avanço no desmonte aos direitos sociais e aos órgãos que defendem os interesses da classe trabalhadora. Precisamos dar um basta na extinção desses importantes órgãos. Não bastasse o presidente eleito ter extinto o Ministério do Trabalho e emprego, querer aprofundar a reforma trabalhista e aprovar a reforma da Previdência, dificultando, assim, que os trabalhadores brasileiros possam conseguir se aposentar dignamente. Está mais do que na hora de todos os trabalhadores brasileiros e toda a sociedade civil organizada unirem forças para frear o desmonte dos direitos trabalhistas, previdenciários e sociais, garantidos em nossa Constituição Federal”, concluiu.

#JustiçaTrabalhista #JustiçadoTrabalho #JoséJailson #LaurianoGomes #Manifestação #JairBolsonaro #Fórum

6 visualizações

© 2017 por David Paiva

Av. Prestes Maia, 241 - 43º andar - Conj. 4301 - Vale do Anhangabaú/SP CEP 01031-001 -  (11) 3313-7495 ou (11) 3311-8521