• Assessoria de Comunicação

Secretaria Municipal de Saúde apresenta aula inaugural de curso para ACS’s


Secretário Wilson Pollara anuncia smartphone e aplicativo que agilizarão o trabalho dos agentes de saúde


A diretora do Sindicomunitário-SP, Maria Luisa (esq.), fez parte da mesa de abertura juntamente com autoridades da SMS e da Uninove

Em belo evento realizado na Uninove (Auditório Campus Vergueiro), a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS) deu por iniciado, na manhã do último dia 27/03 (terça-feira), o curso “A atuação do Agente Comunitário de Saúde no trabalho em equipe e nas Redes de Atenção Básica à Saúde na cidade de São Paulo”.

O próprio secretário municipal de Saúde, Wilson Pollara, abriu a aula inaugural e traçou um perfil detalhado de como funciona atualmente o Sistema Único de Saúde (SUS) na capital paulista e quais os planos da Secretaria e da atual gestão para melhorá-lo.


O secretário municipal de Saúde Wilson Pollara fez a abertura da aula inaugural

Além do secretário, compuseram a mesa de abertura do evento Maria Angélica Crevelin (assessora de gabinete da secretária municipal adjunta de Saúde), Jane Abrahão Marinho (coordenadora de gestão de pessoas da SMS), Naira Regina dos Reis (representando a APS Santa Marcelina), Profa. Dra. Maria Helena Mattos Porter Fonseca (coordenadora do curso de Medicina da Uninove) e a 2ª secretária geral do Sindicomunitário, Maria Luisa Gatti Di Franco, que fez um belo discurso representando nosso presidente José Jailson, que estava fora do estado de São Paulo no dia.

Também estiveram representando o Sindicomunitário-SP nesta aula inaugural os companheiros João Paulo de Souza (secretário geral), Valmir Aparecido (1º secretário geral), Marta Sanches (diretora financeira), Andréia Carvalho (diretora Deptº Jurídico), além de diversas outras companheiras e companheiros, como Elisa Talassi e Solange Kano.


Maria Angélica Crevelin (assessora de gabinete da secretária municipal adjunta de Saúde), que representou a secretária adjunta, Dra. Maria da Glória Zenha Wieliczka

Essa é a primeira parte de uma grande conquista para nossa categoria. O Sindicomunitário-SP, nesta nova gestão, vem estreitando relações com a Secretaria Municipal de Saúde desde o ano passado, realizando diversas reuniões, levando demandas e propondo parceria para melhorar não apenas a estrutura e o funcionamento adequado do SUS em São Paulo, mas também pedindo intervenções juntos às O.S. (Organizações Sociais) para um trabalho mais humanizado e mais justo para os agentes de saúde e da população da Capital.

Mensagem

A secretária municipal adjunta de Saúde, Dra. Maria da Glória Zenha Wieliczka, não pôde comparecer devido a uma pequena cirurgia no joelho realizada poucos dias antes, sendo representada por sua assessora Maria Angélica. Mas a secretária enviou uma mensagem à diretoria do Sindicomunitário-SP: “(...) Eu lamento profundamente não poder estar com vocês na abertura desse curso que foi idealizado e preparado com muito carinho por todos nós. (...) Desejo sinceramente que todos possam aproveitar muito o curso e que os momentos de aprendizado e reflexão ajudem a aprimorar o trabalho tão especial que esperamos de todos os ACS. Desejo que este curso possa impulsionar não só os ACS, mas todos os envolvidos com eles nas equipes, para que caminhemos para o SUS que sonhamos e possamos, com isso, oferecer para a população sob a nossa responsabilidade uma atenção à saúde mais humana, mais digna, e que faça a diferença e melhore a qualidade de vida dos usuários do nosso Sistema Único de Saúde. Sucesso e um grande abraço a todos vocês”.

Boas novas

Pollara elogiou muito o trabalho dos ACS de São Paulo e, em primeira mão, trouxe excelentes notícias para as companheiras e companheiros.

A primeira delas é que já está acertado que o trabalho dos ACS finalmente passará a ser informatizado. Todos os agentes receberão um smartphone com um aplicativo especial e totalmente voltado para seu trabalho, o que facilitará em muito a vida desses trabalhadores, além de desburocratizar o trabalho. A licitação para a prestação desse serviço já foi iniciada, segundo o secretário de Saúde.


Diretores do Sindicomunitário-SP e ACS's registram em foto este importante momento para a categoria.

Ele também garantiu que já está em andamento a criação do Curso Técnico de Agente Comunitário de Saúde e que as regras da nova PNAB, apesar de já estarem sendo aplicadas em diversas UBS e O.S’s., deverão ser adequadas à realidade de nossa cidade, por sua diversidade e complexidade de problemas e demandas. Por exemplo, não será exigido o Curso Técnico de Auxiliar de Enfermagem, a menos que o agente de saúde queira fazê-lo para mudar de profissão, à sua revelia. Mas Pollara acredita que não será necessário.

“O SUS vai melhorar tanto que não vai mais compensar e ser preciso vender planos de saúde”, apostou o secretário durante sua explanação.

O curso

O curso iniciado no dia 27/03 ainda não é o tão esperado Curso de Técnico de Agente Comunitário de Saúde, mas é praticamente uma preparação.

A coordenadora de gestão de pessoas, Jane Abraão, apresentou um breve resumo dos temas e estrutura propostos:

TEMAS – “O trabalho do ACS e o SUS no Município de SP”, “O papel do ACS na Rede de Atenção à Saúde-RAS”, “Território Vivo”, “Visita Domiciliar e Cadastro”, “Vigilância à Saúde – Ações do ACS”, “Coordenação e Gestão do Cuidado”, “Promoção da Saúde e Seus Determinantes” e “Níveis de Atenção”.

ESTRUTURA – 7500 ACS participantes, 266 turmas (esse número ainda pode ser alterado para mais), carga horária de 40 horas (sendo uma vez por semana mais quatro encontros e atividades em serviço).

O início do curso, organizado pela COGEP/CEDEPS/AT. Básica, coordenadorias regionais, supervisões técnicas e parceiros, está previsto para o próximo dia 16 de abril.

Homenagem

Ao final do evento, um belo vídeo foi apresentado para homenagear os agentes de saúde.

A assessora técnica da SMS, Márcia Boacnin, também produziu um pequeno texto onde homenageia os ACS e define bem sua história, seu trabalho e sua dedicação e que foi lido pela mestre de cerimônias Denise Calvo Costa, do Conselho Municipal de Saúde. Confira a seguir:

“No início eram poucos, concentrados em uma ou duas regiões de São Paulo, ainda tímidos e buscando entender seu papel.

Era necessário conquistar a confiança da sua comunidade, afinal trabalhavam na rua de suas casas e agora mais que vizinhos eram profissionais da saúde.

Muitas vezes tendo que abrir mão de sua privacidade e descanso para atender a quem precisa.

Aos poucos, tal como formiguinhas vestidas de azul, foram-se espalhando por todos os bairros, tendo clareza de que tinham vindo para ficar!

Quem mais teria conhecimento das necessidades daquelas pessoas?

Quem mais poderia argumentar com a equipe o que daria certo ou não, baseados na visão ampla das condições da comunidade?

Hoje são tantas e tantos, o universo não é mais exclusivo das mulheres!

Aquelas formiguinhas lá do início transformaram-se em gigantes, em heróis do dia a dia, tornaram-se agentes transformadores da realidade local.

Mas nunca abandonaram a sua principal característica: o colete azul, o comprometimento, a garra e dedicação às famílias de sua microárea.

A vocês, Agentes Comunitários de Saúde, nosso reconhecimento e agradecimento”.

CONFIRA ABAIXO ALGUNS MOMENTOS DA ABERTURA DA AULA INAUGURAL


CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO PARA VER O ÁLBUM DE FOTOS


#WilsonPollara #SecretariaMunicipaldeSaúdedeSãoPaulo #CursodeTreinamento #Sindicomunitário #MariaLuisaGatti #Uninove #ACS #SUS

19 visualizações

© 2017 por David Paiva

Av. Prestes Maia, 241 - 43º andar - Conj. 4301 - Vale do Anhangabaú/SP CEP 01031-001 -  (11) 3313-7495 ou (11) 3311-8521