• Assessoria de Comunicação

Nova ação contra arboviroses foi um sucesso


Agente comunitária de saúde da UBS Jd. macedônia, na Zona Sul, verifica se há acúmulo de água em resid~encia (Foto: Divulgação)

A terceira etapa do ‘Dia D de Intensificação das Ações de Prevenção das Arboviroses’ aconteceu no último dia 13/04 (sábado), na capital paulista. Essa ação faz parte do Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses, lançada pela prefeitura de São Paulo em novembro do ano passado. É a segunda grande mobilização da prefeitura nesse sentido este ano. A anterior, que foi a segunda etapa, ocorreu no dia 2 de fevereiro, um sábado, e contou com a participação de 14 mil profissionais, incluindo agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de promoção ambiental (APA), entre outros. A primeira etapa aconteceu em 24 de novembro do ano passado.


Novamente a ação contou com a participação de 14 mil profissionais da Saúde, incluindo agentes comunitários de saúde, de proteção ambiental e de controle de endemias, que atuaram em diversas regiões, com instruções sobre a prevenção das arboviroses, busca ativa para controle de criadouros do mosquito, bloqueio de criadouros, nebulização, visita casa a casa, visita em imóveis especiais e pontos estratégicos, além de ações diferenciadas como caminhadas, apitaço e panelaço com funcionários fantasiados de mosquito da dengue para chamar a atenção da população sobre a importância do combate aos criadouros.


Aumento previsível


O aumento do número de casos era previsto para esta época do ano, ainda mais considerando os coeficientes registrados no País que é de 110 e no estado de São Paulo, que registra 76 casos por 100 mil habitantes. O Boletim de Arboviroses da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (COVISA) registra 1,8 mil casos confirmados de dengue na cidade de São Paulo, até o dia 2 de abril. Esse número representa o coeficiente de Incidência (CI) de 15,1 por 100 mil habitantes.


“Mais uma vez os agentes comunitários de saúde mostraram sua importância e seu valor para a promoção da saúde e prevenção de doenças. Uma ação desse porte e dessa importância não seria possível sem a atuação dos ACSs, APAs, ACEs e outros profissionais que estão na linha de frente na Estratégia Saúde da Família (ESF)”, avalia o presidente do Sindicomunitário-SP, José Jailson.


Ainda não foram divulgados os números oficiais, pela prefeitura e Secretaria Municipal de Saúde, acerca dos resultados da ação do último sábado, quantas pessoas foram imunizadas e quantos focos de criadouros do mosquito Aedes aegypti, que transmite doenças como a dengue, febre amarela, zika vírus e chikungunya, foram neutralizados.


Assim que o governo municipal divulgar esses dados, o Sindicomunitário-SP estará disponibilizando a todos através de seu site oficial e em suas redes sociais.

(Com informações da SMS-SP)


Prevenção


A Vigilância em Saúde orienta sobre as principais formas de prevenção contra as arboviroses:

1. Não deixe recipientes abertos com água; 2. Retire os pratinhos dos vasos de plantas; 3. Não deixe latas, garrafas e plásticos abertos no quintal; 4. Limpe as calhas; 5. Mantenha os ralos externos protegidos com telas; 6. Coloque telas nas janelas; 7. Mantenha limpa a piscina; 8. Lave e esfregue bem os bebedouros dos pets; 9. Não deixe material e entulho de construção no quintal.


Como denunciar locais com criadouros de mosquitos

A prefeitura de São Paulo criou o canal 156 para comunicação entre o munícipe e a administração. Nesta central, o cidadão paulistano pode comunicar a existência de criadouros ou pelo site da Prefeitura de São Paulo.


Os registros são encaminhados às Coordenadorias de Saúde, que mobilizam as equipes com ações para eliminação dos focos do mosquito.

A denúncia também pode ser feita via internet, basta acessar o Portal de Atendimento da Prefeitura de São Paulo, selecionando na lista de assuntos a opção Saúde.


CLIQUE AQUI PARA VER UM ÁLBUM DE FOTOS



42 visualizações

© 2017 por David Paiva

Av. Prestes Maia, 241 - 43º andar - Conj. 4301 - Vale do Anhangabaú/SP CEP 01031-001 -  (11) 3313-7495 ou (11) 3311-8521