• Assessoria de Comunicação

Doar sangue, um ato de solidariedade



As doações podem salvar a vidas. Especificamente, uma única doação, pode salvar até quatro vidas. O Sindicomunitário-SP sabe da importância das doações, e lembra que é necessário criar-se o hábito de doar sangue. Estudos indicam que atualmente, são coletadas no Brasil, cerca de 3,6 milhões de bolsas/ano, o que corresponde ao índice de 1,8% da população doando sangue. A quantidade coletada está dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS), e o Ministério da Saúde vem trabalhando para aumentar este índice. O Ministério da Saúde alterou a idade mínima de 18 para 16 anos (com autorização do responsável) e aumentou de 67 para 69 anos a idade máxima para doação de sangue no País. Em alguns Estados (como São Paulo), existem leis que isentam da taxa de inscrição os doadores de sangue que quiserem prestar concursos públicos realizados pela Administração Direta, Indireta, Fundações Públicas e Universidades Públicas, claro, respeitando critérios que visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

Para fazer doações, é necessário levar documento um com foto, estar bem de saúde, respeitar os limites de idade, pesar mais de 50 Kg, não estar em jejum (evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação), não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, evitar esforços físicos exagerados, aumentar a ingestão de líquidos, e não fumar por cerca de 2 horas antes das doações.

Há algumas profissões que merecem uma atenção especial, antes das doações, são os casos dos pilotos de aviões e helicópteros, condutores de ônibus ou caminhões de grande porte, trabalhadores que sobem em andaimes, e ainda os profissionais que praticam paraquedismo ou mergulho. Esses, devem interromper estas atividades por 12 horas antes da doação.

O intervalo entre uma doação e outra para homens, é de 60 dias, já para mulheres, o intervalo é de 90 dias.

Não pode fazer doações, pessoas que foram diagnosticadas com hepatite após os 11 anos de idade, mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas, usuários de drogas, e aquelas pessoas que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

Outros impedimentos estão ligados a cirurgias, tipo: extração dentária em menos de 72 horas, apendicite, hérnia, amigdalectomia e varizes, a menos de três meses, colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia, colectomia, a menos de 6 meses, transfusão de sangue a menos de 1 ano. Já em relação à “Vacinação” o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina.

Seja solidário, procure o hemocentro de sua cidade, ou consulte com a secretaria de saúde do seu município o ponto de coleta mais próximo da sua casa.

#DoeSangue

0 visualização

© 2017 por David Paiva

Av. Prestes Maia, 241 - 43º andar - Conj. 4301 - Vale do Anhangabaú/SP CEP 01031-001 -  (11) 3313-7495 ou (11) 3311-8521